home buffets decoração músicos fotógrafos carros buquês favoritos contato para assessorar seu casamento
 

Estudo de pessoas com depressão e o casamento

 

Estudo diz que casamento pode beneficiar pessoas com depressão.

As pessoas solteiras que sofrem de depressão alcançam mais benefícios psicológicos caso se casem, diz um estudo divulgado hoje pela Universidade de Ohio (EUA).

Ao contrário de outros trabalhos efetuados até agora e que centravam sua atenção na população em geral, este estudo comparou o efeito do casamento entre pessoas deprimidas e saudáveis.

"Nossas descobertas analisam a suposição comum de que o casamento é sempre uma boa opção para todas as pessoas", afirmou Adrianne Frech, co-autora do estudo junto com Kristi Williams, professora de sociologia da universidade.

Segundo Williams, os benefícios do casamento poderiam se limitar às pessoas que já estavam deprimidas antes de se unirem a outra pessoa, e que "possivelmente não haveria grande lucro para todos".

O estudo, divulgado hoje em Montreal (Canadá) durante a reunião anual da Associação Americana de Sociologia, trabalhou com dados da pesquisa anual sobre famílias e lares, que incluiu uma amostra representativa de 3.066 solteiros americanos, obtida entre 1987 e 1988 e depois entre 1992 e 1994.

Os participantes responderam a um questionário com 12 perguntas sobre sintomas de depressão, solidão e problemas de insônia.

Para os que já tinham se casado, os pesquisadores também perguntaram sobre o nível de satisfação matrimonial e a presença ou ausência de conflitos na relação.

O estudo indicou que as pessoas com depressão foram as mais beneficiadas pela vida a dois.

"Descobrimos o contrário do que esperávamos. Pensávamos que os deprimidos não se beneficiariam muito com o casamento, pois a depressão de um membro do casal pode afetar a qualidade do casamento", declarou Frech.

A pesquisa também confirmou o que outros estudos apontaram no passado: Que o nível de qualidade matrimonial e de conflitos são fatores-chave na depressão que uma pessoa possa vir a desenvolver após o casamento.

O estudo, nos quais os casais não tinham mais de cinco anos de união, não explica o porquê nem como os deprimidos se beneficiam da união com outra pessoa.

No entanto, os pesquisadores acham que, em todo caso, os deprimidos só tem a ganhar.

"Se você já é feliz antes de se casar, já está bem encaminhado. Porém, pode ser que as pessoas deprimidas tenham mais necessidade da intimidade, da proximidade emocional e do apoio social que o casamento pode proporcionar", diz Williams.

 

Clique aqui para adicionar esta página aos seus favoritos

 

Telefones: (11) 3938-4220 (11) 8186-2042 - São Paulo - SP